Anfiteatro

O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Comissão Organizadora G -
Número de respostas: 12

Resumo:

Neste artigo, pretende-se abordar uma revisão de dados sobre o crescimento desenfreado do crime de feminicídio durante o período do isolamento social estabelecido em função da pandemia da Covid-19, quais as particularidades e principais meios de acontecimento do referido crime. Além disso, serão analisados os anos, cidades e estados do Brasil com o maior número de casos de feminicídio, bem como, a penalidade e a funcionalidade certeira ou errônea do sistema de justiça brasileiro em relação a esse crime.

Mesa: Maria Clara Rodrigues Moraes

85 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Ana Matte -
Bom dia, Daniel, Gabriela, Josilene, Júlia e Layssa,
Desejo um excelente UEADSL a todes nós!
Abraços da profe.

18 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Rayssa Resende -
Parabéns ao grupo, é uma análise muito interessante. Infelizmente muitos dos agressores são as pessoas do próprio convívio da vítima, com o isolamento social os índices de violência aumentaram bastante.

30 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Edlene Bragança -
Parabéns aos autores do artigo pela relevância da temática abordada, pois esse é um crime perverso e que aumentou de maneira exponencial na pandemia e que infelizmente continua aumentando em todas as regiões do Brasil. Como informado, o estado de Minas Gerais é o primeiro no ranking neste tipo de crime no país. Nesse contexto, é imprescindível que políticas públicas sejam implementadas de fato para mitigar essa problemática, primeiramente pensando na prevenção ao feminicídio, na promoção de informação para os potenciais vítimas desse crime, ou seja, conscientizar as mulheres de como denunciar as agressões e promover possiblidades reais para que essas mulheres saiam do convívio do agressor. E em um segundo momento, ocorrendo o crime, que ele seja punido de forma concreta.

122 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Weverton Oliveira -
Parabéns ao grupo pelo trabalho.

E claramente notório o aumento do número de casos de feminicídio durante a pandemia de Covid-19, e por meio dessa visão, me veio o pensamento sobre o quão exorbitante não são o número de casos de agressões físicas e verbais, pois, temos muitos dados de registros e queixas, mas um número grande, e dependendo da região, maior, de casos não registrados.

Muito bom trabalho, é um tema importante e que deve ser muito bem avaliado e pensado.

82 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Maria Clara Moraes -
Olá, pessoal!
Desejo um ótimo UEADSL a todes! Parabenizo o grupo pelo ótimo trabalho realizado e convido todes os participantes a fazerem perguntas e elogios ao grupo, e também a falarem um pouco sobre suas perspectivas em relação ao assunto e ao tema tratado.
Aproveito a oportunidade para ressaltar a importância do artigo de vocês. É realmente muito relevante discutir o papel da mulher no ambiente doméstico e a forma como, muitas vezes, ela se encontra vulnerável nesses locais. Ainda há um longo caminhado a ser trilhado na luta envolvendo a violência contra a mulher, mas acredito ser por meio da conscientização e da discussão do assunto que poderemos avançar.

110 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Mateus Henrique Ferreira Da Silva -
Parabéns aos autores do artigo pela relevância da temática abordada, entre as principais razões para o aumento dos feminicídios no estado, a ausência de orçamento público, dependendo da região, maior, de casos não registrados ainda mais nesse período da covid -19, de tal modo, é preciso que esses serviços se mantenham ativos, assim como a manutenção e facilitação de canais de denúncia, os quais proporcionam que estas mulheres consigam sair da situação de violência antes de chegar culminar no feminicídio.

80 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Isabella de Alcântara Gomes Silva -
Parabéns ao grupo! Importante temática a ser trabalhada e essencial a realização de constantes estudos na área. Como bem dito no trabalho, o combate à violência contra a mulher deve ser ininterrupto!

32 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Matsya Souza -
Olá, queria parabenizar o grupo pelo artigo e pelo importante tema tão atual que foi abordado, a violência contra a mulher dever ser combatida e principalmente com ajuda de politicas públicas elas possam se sentir acolhidas e apoiadas a denunciar este crime,que com a covid-19 só escancarou ainda mais sobre este fato.Mais uma vez,parabéns pelo temática.

56 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Letícia Ribeiro -
Boa tarde!
Primeiramente meus parabéns pela escolha do tema, de extrema relevância, e pela escrita muito bem feita.
Infelizmente o período pandêmico criou um cenário macabro onde as vítimas ficaram presas com os seus agressores, tornando uma situação tensa, ainda pior. Outro dado muito relevante que vocês trouxeram foi que uma parcela considerável dos agressores são íntimos da vitima, o que só constata com mais evidência que às vezes não estamos seguras nem no nosso próprio lar.
Felizmente há diversas medidas traçadas para minimizar essas situações, porém muitas ainda não saíram, de maneira eficiente, do papel, por isso a nossa luta deve ser constante!

104 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Patricia Fernandes -
Boa noite,

parabéns ao grupo pela abordagem do tema. O isolamento social devido a pandemia levou ao aumento do número de casos de agressões às mulheres e ao feminicídio. Políticas públicas para combate a essa violência são fundamentais.

38 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Ivan Samuel Reis de Lima -
Boa noite! Tema de suma importância!
Nos faz ainda pensar quantas mulheres não deixaram de denunciar justamente pelo criminoso estar, durante a pandemia, o dia inteiro com elas, o que coibiu as denúncias.

33 palavras

Em resposta à Comissão Organizadora G

Re: O CRESCIMENTO NO NÚMERO DE FEMINICÍDIOS DURANTE O PERÍODO PANDÊMICO NO BRASIL - Daniel Santos, Gabriela Faria, Josilene Maia, Júlia Silva, Layssa Vilela

por Príscila Alves Da Silva -
o feminicídio é um assunto que ainda precisa ser discutido em uma esfera maior, pois é um mal que assola a nossa realidade e com a pandemia isso se agravou ainda mais é preciso ter leis mais rígidas e que se cumpram de verdade.

44 palavras